O Coreia do Sul empatou frente ao Uruguai na primeira jornada do grupo (0-0), enquanto Portugal venceu o Gana (3-2), estando por isso na liderança.

“Não sinto pressão nenhuma. No primeiro jogo tivemos as nossas oportunidades, agora no segundo também vamos entrar com o objetivo de ganhar. Espero que os jogadores também não sintam pressão, mas a maneira como eles lidam é diferente”, afirmou, na conferência de antevisão do jogo frente à seleção africana.

Paulo Bento elogiou a qualidade coletiva e individual do Gana, com jogadores como o avançado André Ayew, mas mostrou confiança na sua equipa e na capacidade de continuar a lutar por um lugar nos oitavos de final.

“O mais importante é jogarmos à Coreia do Sul. Temos de ter personalidade, mostrar as nossas capacidades como aconteceu no jogo com o Uruguai e demonstrar que somos uma grande equipa. Todos os jogadores têm o mesmo objetivo e ganhar é a máxima prioridade”, explicou.

O selecionador luso ao serviço da seleção asiática abordou ainda o facto do avançado Son Heung-min, avançado dos ingleses do Tottenham e principal figura da equipa, jogar com uma máscara, devido a uma lesão sofrida na face antes do Campeonato do Mundo.

“Durante a preparação, joga e treina com uma máscara. Isto requer um tempo de adaptação, que é necessário para mostrar a sua plena capacidade”, defendeu.

A 22.ª edição do Campeonato do Mundo decorre até 18 de dezembro, no Qatar.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.