Os vitorianos recebem, na segunda-feira, os ‘fogaceiros' quando atravessam o melhor momento na prova - triunfos sobre Rio Ave (1-0) e Vitória de Setúbal (2-1) - e o adversário vive um ciclo de seis derrotas consecutivas - o último triunfo data de 21 de outubro, sobre o Rio Ave (1-0), mas o técnico dos minhotos alertou que o Feirense é "competente" e "aguerrido" e pode criar problemas.

"Vamos encontrar um Feirense igual a si próprio, como tem sido desde que o Nuno [Manta Santos] está à frente do clube. É um jogo de elevado risco, que queremos vencer para dar continuidade àquilo que temos feito", disse Pedro Martins, na conferência de antevisão ao jogo marcado para as 19:00, em Guimarães.

O 'timoneiro' vitoriano realçou que o emblema de Santa Maria da Feira, a sua cidade natal, "vai sempre à luta" e, mesmo a perder, às vezes, por dois golos de diferença, consegue reentrar no jogo de um "momento para o outro", recusando que a equipa esteja "fragilizada", apesar de ter caído para o 15.º lugar (11 pontos), com a série negativa.

"Não me parece que seja uma equipa fragilizada. O último jogo é a prova disso. Com um a menos, tem imensas oportunidades para fazer golos contra o Desportivo das Aves [derrota por 1-0, na 13.ª jornada]. É uma equipa que vai lutar e trabalhar imenso, e demonstra essa capacidade quer física, quer mental", analisou.

Na antecâmara do terceiro jogo da época ante os ‘fogaceiros', após os duelos para o Grupo C da Taça da Liga (1-1) e para a quarta eliminatória da Taça de Portugal (triunfo vitoriano por 2-1), sempre no Estádio D. Afonso Henriques, Pedro Martins realçou as diferenças entre as competições, apesar de ter desejado uma entrada em campo semelhante à do jogo da ‘prova rainha'.

"Entrámos muito bem no jogo da Taça de Portugal, e tivemos 10, 15 minutos muito bons, nos quais tivemos várias situações e acabámos por fazer um golo. É um jogo diferente, mas espero que haja boa qualidade do nosso jogo", salientou.

O técnico frisou ainda que os seus pupilos têm de "assumir o fator casa", até pela "cultura do Vitória", mas, ao mesmo tempo, avisou que precisam de ter "paciência", de ser "inteligentes" e "rigorosos", e de "esperar pelos momentos certos para ‘ferir' o adversário".

Pedro Martins lembrou ainda que os últimos resultados elevaram os "níveis de confiança" do plantel e tornaram o trabalho semanal "muito mais fácil", tendo ainda mostrado agrado com as melhorias recentes da equipa, sobretudo na "consistência defensiva", apesar de reconhecer que "pode render mais".

O Vitória de Guimarães, sétimo classificado com 20 pontos, recebe o Feirense, 15.º com 11, na segunda-feira, pelas 19:00, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.