“Não. Não podemos continuar a tolerar este tipo de comportamentos racistas. No futebol, no desporto, também se educa, e devemos educar para a tolerância e o respeito”, escreveu o governante na rede social Twitter.

O vice-presidente Pablo Iglésias também reagiu, enviando “todo o apoio” ao avançado espanhol, criticando a “permissividade para este tipo de insultos em comparação com outros episódios” no desporto.

“Vou triste pelo empate, e sobretudo porque sofri insultos racistas. É algo que nenhum jogador de raça negra, ou de qualquer raça, quer ouvir. Está totalmente fora de sítio”, explicou o avançado dos bascos.

O dia de hoje na Liga espanhola fica ainda marcado por vários confrontos antes dos jogos, com pelo menos um detido em Valência, onde a equipa local bateu o FC Barcelona, e cinco em Barcelona, palco do Espanyol-Athletic.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.