"Ficámos de fora da competição durante dez anos e estamos contentes por cá estar e por termos alcançado a final. Podemos esperar duas boas equipas, fortes do ponto de vista técnico, tático e físico. Estamos preparados para a final", realçou Milosz Stepinski, selecionador da Polónia.

A final do torneio vai ser disputada no Estádio Municipal da Bela Vista, no Parchal (Lagoa), na quarta-feira, às 18:00, entre os dois melhores primeiros classificados da fase de grupos.

"Estamos muito contentes por estar na final. Queremos meter um onze inicial forte para o jogo desta quarta-feira. Estamos entusiasmados por defrontarmos um adversário forte. Veremos qual será o resultado. Estamos confiantes em fazer um bom jogo", atirou o selecionador norueguês, Martin Sjögren.

Por seu turno, Katarzyna Kiedrzynek, jogadora da Polónia, considerou que a oportunidade de disputar a conquista do troféu é "uma experiência muito boa", acrescentando que a formação polaca mereceu atingir a final e apontando para uma exibição de "alto nível".

Já Caroline Graham Hansen, jogadora da Noruega, destacou o enstusiamo com que a equipa está a encarar o embate com as polacas, sublinhando que se espera um "jogo intenso", assegurando que a formação nórdica está preparada para o desafio.

A equipa das 'quinas' também joga na quarta-feira, frente à Islândia, no jogo que vai ditar quem fica na 9.ª e na 10.ª posição deste torneio de futebol feminino.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.