Em Vaduz, a formação comandada por Rui Jorge, que assumiu provisoriamente o comando do agrupamento, resolveu o encontro na primeira parte, com um autogolo de Noah Graber, no minuto inicial, e tentos de Heriberto, aos 27, e João Filipe, aos 45.

Na segunda parte, Heriberto foi o protagonista, alcançando o ‘póquer’ com tentos aos 46, 62 e 90+2 minutos, com Diogo Gonçalves, aos 58, de grande penalidade, Diogo Jota, aos 84, e Gil Dias, aos 90+1, a completarem a goleada.

Portugal soma agora 19 pontos, contra 18 da Roménia, que pode voltar ao comando na sexta-feira, se vencer em casa o País de Gales, num jogo que tem em atraso, e também 18 da Bósnia-Herzegovina.

Na terça-feira, a formação das ‘quinas’ recebe os bósnios, no Funchal, e basta-lhe o empate para garantir o segundo lugar, sendo que o primeiro, e respetivo apuramento direto, não deverá fugir aos romenos, que, no mesmo dia, são anfitriões do Liechtenstein.

Caso seja segundo, Portugal precisa de ser um dos quatro melhores, entre os nove grupos de qualificação, para se qualificar para os ‘play-offs’, que apuram os últimos dois finalistas – juntam-se aos vencedores dos agrupamentos.

Nas contas para os melhores segundos, só são somados os resultados com primeiro, terceiro, quarto e quinto, sendo que, batendo os bósnios, Portugal totalizaria 16 pontos, que devem chegar para ser um dos quatro melhores. Mesmo 14 podem bastar.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.