Segundo a federação, o local onde serão disputados os encontros será indicado “brevemente”, sendo que o primeiro classificado garante a passagem ao ‘play-off’ de apuramento para o campeonato do mundo, numa ‘poule’ na qual, além de Portugal, participam Chipre, Polónia e Kosovo.

“A partir do momento em que foi decidido que a qualificação ia ser em modelo de concentração, a federação de andebol manifestou logo o interesse em organizar a prova”, explicou, citado em comunicado, o presidente do organismo, Miguel Laranjeiro, que quer aproveitar a “oportunidade de construir um caminho que levará a equipa ao encontro dos melhores do mundo” a jogar em casa.

Quanto aos adversários da formação lusa, o selecionador Paulo Pereira considera que “a Polónia é sempre forte, seja em que parte do mundo for”, mas “é sempre preferível jogar em casa”.

“Vai ser um osso duro de roer, mas vamos trabalhar para ganhar esta qualificação e seguir em frente para o play-off”, disse.

O Campeonato do Mundo de 2019 será organizado em conjunto por Alemanha e Dinamarca, vai decorrer no mês de janeiro e já conta com três das 24 nações apuradas: as duas anfitriãs e a França, campeã em título.

O Europeu de 2018 entrega mais um lugar direto, com as restantes formações europeias a disputarem um ‘play-off’.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.