O sonho de criança

Foi em 2002, aquando do Campeonato do Mundo da Coreia do Sul e do Japão, que uma criança de apenas sete anos se apaixonava por futebol. Não só devido ao Campeonato do Mundo mas também, e mais precisamente, devido a um jogador em particular. Ronaldo Luís Nazário de Lima, ou Ronaldo ‘O Fenómeno’. Este, em conjunto com a sua habilidade foram os grandes responsáveis por Minamino se ter tornado jogador de futebol. Inspirado pelo futebol do brasileiro, o jovem japonês começou desde logo a praticar e o interesse na modalidade nascia ali, ao ver a selecção canarinha e Ronaldo vencerem a competição.

De um sonho de criança o jogador fez uma realidade e, após fazer grande parte da formação no Cerezo Osaka tornar-se-ia o, até então, mais jovem jogador a estrear-se e a marcar pelo clube japonês. Sessenta e dois jogos e sete golos marcados depois, este chamava a atenção do clube austríaco Red Bull Salzburg e transferia-se então para a Europa.

À chegada à Àustria, aquando da sua transferência para a Europa, numa entrevista Minamino dissera que o seu sonho seria um dia jogar na Premier League, em particular, no Liverpool. Afirmação essa precisamente na altura em que já se falava de Jurgen Klopp como treinador dos Reds.

O nono japonês a jogar na Premier League

Custando ao Liverpool a módica quantia de 8,5 milhões de euros, Minamino torna-se assim o primeiro japonês a jogar pelo Liverpool. No que toca à Premier League, será o terceiro japonês da liga no presente, mas o nono em toda a sua história. Vejamos os jogadores que compõem essa lista:

Junichi Inamoto - Arsenal, Fulham, West Bromwich Albion

Kazuyuki Toda - Tottenham Hotspur

Hidetoshi Nakata - Bolton Wanderers

Ryo Miyaichi - Arsenal, Bolton Wanderers, Wigan Athletic

Shinji Kagawa - Manchester United

Maya Yoshida - Southampton (no presente)

Shinji Okazaki - Leicester City

Yoshinori Muto - Newcastle United (no presente)

As coincidências do jogo

Há precisamente dois anos, o Liverpool contratava um jogador que se tornaria muito especial. De seu nome, Virgil van Dijk. Não só este foi a última aquisição de janeiro do Liverpool, já que em 2019 o clube não foi ao mercado na janela de inverno, como o seu primeiro jogo foi, assim como poderá acontecer com o japonês, frente ao Everton e também a contar para a terceira ronda da FA Cup. O Liverpool saíra vencedor do encontro e esse seria um jogo inesquecível para o holandês. Com uma estreia de sonho o defesa central marcara o golo que daria a vitória e a passagem da sua equipa à fase seguinte. Uma cabeçada aos 84 minutos selava a história do jogo e o início de uma carreira que parece estar a ser de sonho para aquele que é considerado por muitos o melhor central  da atualidade. Minamino pode apenas sonhar com uma estreia e um futuro tão risonho quanto o de van Dijk, mas o futebol é imprevisível e tudo pode acontecer.

Outra coincidência remonta ao clube onde se estreou como profissional. O Cerezo Ozaka foi igualmente o clube do lendário jogador japonês Shinji Kagawa que não só jogou na Premier League, como vimos acima, como foi contratação e peça fundamental do Borussia Dortmund treinado na altura por, precisamente, Jürgen Klopp. Tendo sido elogiado por Klopp pelo seu fluente alemão e admirando este as qualidades do treinador e a sua forma de jogar, Minamino e Klopp parecem já formar um par de sonho.

Nos dias de hoje, por 8,5 milhões de euros, não se conseguem contratar jogadores de topo mundial. Esta afirmação poderá não ser à prova de bala, mas é com certeza a norma. Ainda assim vimos aqui há muito pouco tempo a forma como o Liverpool contrata jogadores. O nível de profissionalismo do clube atingiu tal ponto que nada, absolutamente nada, é feito ao acaso. Revendo vídeos do jogador e analisando os encontros do Liverpool frente ao RB Salzburgo, ainda esta época, a contar para a Liga dos Campeões, faz-nos acreditar que este pode vir a ser, num futuro próximo, uma peça importante no ataque dos Reds. O sistema de análise que conduz à contratação de um jogador por parte do Liverpool associado à qualidade de observação de Klopp, fazem antever que este poderá ser, mais que um jogador de topo, um jogador que naquele ambiente e sistema tático, se tornará um jogador de topo.

Mais do que as qualidades técnicas ou físicas de um jogador, a inteligência emocional, a sua capacidade de trabalhar para além dos seus limites e, acima de tudo, a sua viabilidade como jogador dentro de um sistema e desempenhando um papel especifico na equipa, é fundamental para o sucesso do mesmo. Numa outra equipa Minamino poderia não ser uma aquisição que suscitasse tanto interesse, mas neste Liverpool a curiosidade por ver o japonês jogar é máxima.

Esta semana no futebol inglês

A Premier League irá receber o merecido descanso, contudo, os jogadores e clubes não terão a mesma sorte. Com a terceira ronda da FA Cup a ser jogada este sábado, domingo e segunda-feira, dias 4, 5 e 6 respetivamente, teremos dois embates entre clubes da Premier League. Wolverhampton vs. Manchester United para acompanhar sábado dia 4, pelas 17:31 e domingo dia 5, pelas 16:01 teremos então a potencial estreia de Takumi Minamino com um Everton vs. Liverpool.

A hora marcada para os jogos poderá parecer uma errata, mas não o é. Todos os jogos da FA Cup, a contar para a terceira ronda da competição, começam precisamente um minuto depois da hora a que estamos habituados. A razão é simples e vem no seguimento de uma campanha da Federação Inglesa, intitulada Head’s Up. A iniciativa tem como objetivo chamar à atenção para a doença mental e para encorajar todas as pessoas, em particular jovens praticantes de futebol, a falarem sobre os seus problemas. Sessenta segundos que representam o primeiro passo na caminhada para o bem-estar mental.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.