Foram apenas precisos seis minutos em Londres, no encontro entre Tottenham e Wolverhampton para que os adeptos pudessem assistir a um golo. A equipa visitante, orientada pelo português Bruno Lage, adiantou-se com um golo de Raúl Jieménez. Hugo Lloris, guarda-redes dos Spurs ainda conseguiu defender dois remates, mas à terceira, pelo antigo jogador do SL Benfica, que estava no sítio certo à hora certa, o ressalto deu mesmo em golo.

Aos 18 minutos Dendoncker dilatou a vantagem depois de um momento em que o Wolves apanhou a defesa dos Spurs atrapalhada. Os pupilos de Antonio Conte não conseguiram reagir à pressão e o médio belga não se fez rogado e atirou para o fundo das redes uma bola que andou perdida em plena grande área.

Com esta vitória a equipa de Lage salta para o sétimo lugar da Premier League, com 37 pontos, passando a ficar com mais um ponto que o Tottenham, que tem um jogo a menos. A equipa mais portuguesa de Inglaterra, com 11 jogadores com origem no território nacional, está a apenas três pontos do West Ham, formação que ocupa o último lugar de classificação para a próxima campanha da Liga dos Campeões.

O Wolverhampton dificilmente poderia imaginar um melhor 2022. Em sete jogos somam apenas duas derrotas, uma delas que tirou a equipa para fora da Taça de Inglaterra. No entanto, entre as cinco vitórias somam-se derrotados de grande gabarito como é o caso de Manchester United e Tottenham. Janeiro, por exemplo, foi um mês cem por cento vitorioso, o que valeu ao técnico Bruno Lage o prémio de treinador do mês da liga inglesa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.