A notícia de ontem, que referia que o Real Madrid terá pago cerca de 45 milhões de euros por Vinicius Júnior, internacional sub-17 brasileiro do Flamengo, de apenas 16 anos, criou um natural burburinho na imprensa pelos valores envolvidos. No entanto, na opinião do antigo internacional canarinho Edmundo, o jogador tem o talento necessário para chegar a "valer 200 milhões".

jornal Marca foi pedir a opinião a três antigos craques brasileiros sobre o novo reforço madridista: Edmundo, Zico e Bebeto. O primeiro, que conta agora com 46 anos e que passou pela Europa no final da década de 90, ao serviço da Fiorentina, considera que o Real Madrid não quis arriscar perder um jogador com um potencial tão elevado, especialmente se este se desenvolver como esperado.

"Se fizeres bem as contas, na Europa não encontras nenhum jogador bom por menos de 100 milhões de euros. É uma aposta, está num caminho excelente e tem tudo para ser um craque. O Real Madrid está a prever que se torne numa referência, um galáctico. Agora... um jogador bom, tem de jogar. Tarde, cedo, com 15, com 16, com 20... se é bom, tem que fazer parte da equipa".

Uma justificação possível para os merengues terem largado tamanha quantia pelo jovem atleta, segundo o espanhol Mundo Deportivo, pode ter sido sido o facto de que o clube de Florentino Perez não querer repetir o que aconteceu em 2015, quando Neymar foi para eterno rival da Catalunha.

"O Real Madrid não quer correr o risco de que o Barça o contrate e de perder outra jovem pérola. Necessitam de um substituto para Benzema, Cristiano Ronaldo e outros jogadores. Necessitam de rejuvenescer a equipa. Não querem que o Vinicius vá para a Europa para outros clubes o irem contratar. Se se sair bem no Real? Aí, vai custar 200 milhões. É bom. Com a sua idade está acima da média. Embora tenha de continuar a trabalhar no seu desenvolvimento físico. O Neymar não descurou este aspecto, mas o Robinho sim", disse também o "Animal", alcunha pela qual Edmundo era conhecido nos seus tempos de futebolista profissional.

"Tem 16 anos, não podemos pressioná-lo"

A Marca falou também com Zico, lenda do escrete e do Flamengo (clube pelo qual marcou 401 golos), que considera ser necessário ter-se cuidado no acompanhamento a Vinicius Júnior, tendo em conta a sua tenra idade e especialmente tendo em conta as expetativas que se estão a criar em torno do jovem.

"Há que ter cuidado com ele. As enormes expetativas podem afectá-lo. Tem 16 anos, estão todos a pressioná-lo, a dizer que ele deve jogar todos os jogos... Se ele se sentir bem, [se] fisicamente estiver bem, aí ok. Mas há que ter calma e não esperar dele o mesmo rendimento que tinha nos sub-20".

Aquele que é conhecido por "Pelé Branco" revela que não deve ser feita pressão sobre o jovem e relembrou outros casos que lhe passaram "pelas mãos", como Rafinha, Muralha e Adryan, todos apontados como possíveis estrelas e que se "perderam pelo caminho".

"Se o jovem joga na equipa principal e tem idade para jogar no escalão abaixo, tem de jogar com a mesma alegria de como o faz na equipa do escalão inferior. Não pode pensar que é um profissional. Rafinha, Thomas, Lorran, Muralha e Adryan foram alguns que se perderam por isto. Subiram demasiado rápido e não se conseguiram controlar. Necessitam de ter a cabeça no sítio e muito cuidado", disse Zico.

Bebeto, pai do novo reforço do Sporting, acredita que o jovem "tem cabeça"

Bebeto, campeão do mundo em 94 pelo Brasil, e pai de Mattheus, novo reforço do Sporting, diz que conheceu o jovem pessoalmente e que está convencido que Vinicius tem a "cabeça no sítio" e que pode desenvolver-se de forma segura com o apoio da família.

"Tem de ir com calma, tem apenas 16 anos. Eu comecei a jogar como profissional nessa idade. Eu conheço o Vinicius, é muito bom miúdo, relaxado, com uma boa cabeça. É muito rápido e inteligente, sabe onde está a baliza. Tem tudo para ser um grande jogador, mas temos de manter a calma. Se o miúdo não tiver a família por perto, tudo será mais difícil, mas ele tem a cabeça no sítio", disse o antigo internacional brasileiro.

Vinicius, que fará 17 anos a 12 de julho, nasceu no Rio de Janeiro, tendo-se estreado pela equipa principal do ‘Mengão’ a 12 de maio deste ano, num empate (2-2) com o Atlético Mineiro para o campeonato.

Também em março deste ano, o avançado fez parte da equipa brasileira que venceu o campeonato sul-americano de sub-17, tendo sido eleito o melhor jogador do torneio, depois de ter marcado sete golos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.