"Investi numa empresa de aviação, LindSky, e tenho intenção de a gerir, enquanto estudo para ser piloto", disse o médio belga, de 27 anos, ao diário belga "Het Laatste Nieuws".

O antigo futebolista do Benfica, que irá ganhar 16 milhões de euros por ano no Tianjin Quanjian, recordou o acidente aéreo de 28 de novembro na Colômbia, no qual morreu quase toda a equipa brasileira da Chapecoense.

"Foi um choque, porque sou futebolista e ando muitas vezes de avião. Claro que fiquei com receio de andar de avião", concluiu Witsel, antigo companheiro de equipa no Zenit de dois portugueses, o defesa Neto e o médio Danny.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.