De acordo com o técnico do conjunto açoriano, o Santa Cara “desde cedo assumiu” que teria de abdicar de jogar em casa, “a bem da região, e por motivos de saúde”, mas também porque “fazer muitas viagens, num curto espaço de tempo”, traria “um extraordinário cansaço para a equipa”.

João Henriques fez esta análise na conferência de imprensa de antevisão ao encontro de sexta-feira frente ao Sporting de Braga, da 25.ª jornada, que marca o regresso da I Liga de futebol, depois de quase três meses de suspensão devido à pandemia de covid-19.

A partida entre os açorianos e os minhotos vai decorrer na Cidade do Futebol, em Oeiras, palco dos jogos em casa do Santa Clara, que irá jogar fora dos Açores até final da época para evitar possíveis surtos da covid-19.

João Henriques referiu que, mesmo jogando fora do arquipélago, o Santa Clara irá ser um “digno representante da região”, realçando a coragem da sua equipa e do Belenenses SAD (que também irá jogar como visitado na Cidade do Futebol), uma vez que são as “únicas equipas que vão fazer 10 jogos fora”, assinalou.

Sobre o próximo adversário, o técnico da equipa insular disse ser uma equipa “muito forte”, com “capacidade individual e coletiva”.

“Nós vamos ter de ser uma equipa muito organizada, uma equipa agressiva com bola e uma equipa agressiva sem bola, para a recuperar o mais longe possível da nossa baliza”, destacou.

O treinador dos açorianos referiu ainda que o Sporting de Braga teve mais 15 dias para preparar o encontro, uma vez que o Santa Clara só começou a realizar treinos de campo “há menos de um mês”.

“O Sporting de Braga tem mais cerca de 15 dias de preparação do que nós, e isso faz toda a diferença. Apesar de começarmos agora todos a fazer o primeiro jogo, é uma diferença substancial”, frisou.

João Henriques diz que forma de jogar da equipa não vai mudar “absolutamente nada” por atuar fora dos Açores, mas salientou ser necessário existir “cuidado” na prevenção das lesões no retomar da competição.

“É uma entrada abrupta na competição, sem jogos de preparação para entrarmos com outro tipo de condição nestes jogos que são de alta intensidade”, apontou.

O técnico de 47 anos disse igualmente ter confiança que o Santa Clara irá lutar pelos três pontos em todos os jogos até ao final do campeonato.

“Tenho toda a confiança que, nesses 10 jogos, o Santa Clara vai fazer igual ao que fez para trás, que é ser regular, competitivo e lutar pelos três pontos em todos os jogos”, destacou.

Os açorianos anunciaram hoje que cada golo marcado pela equipa profissional até ao final do campeonato será convertido em donativos financeiros para as instituições particulares de Solidariedade Social dos Açores.

No retomar da competição, o Santa Clara, 10.º classificado, com 30 pontos, irá receber o Sporting de Braga, terceiro, com 46, na sexta-feira, pelas 19:00, na Cidade do Futebol, em Oeiras, em encontro da 25.ª jornada da I Liga de futebol.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.