O Santa Clara assegurou hoje a presença na fase de qualificação para a Liga Conferência Europa, ao receber e golear o Farense por 4-0, ditando a descida da equipa algarvia à II Liga de futebol.

Os açorianos tinham de obter um resultado melhor do que o Vitória de Guimarães — que perderam com o Benfica por 3-1 — para garantirem o sexto posto, tendo cumprido o seu papel, ao baterem os algarvios com golos de Cryzan (33 minutos), Hidemasa Morita (45), Allano (59) e Carlos Júnior (63).

Com esta vitória, o Santa Clara fechou o campeonato no sexto posto, com 46 pontos, enquanto o Farense baixa à II Liga, terminando o campeonato na 17.ª e penúltima posição, com 31.

A equipa vizinha do Farense, o Portimonense, conseguiu, todavia, manter-se na I Liga, ao empatar 0-0 na receção ao Sporting de Braga.

Os algarvios apenas precisavam do empate para garantirem definitivamente a permanência, pois ainda corriam algum risco de descida no arranque da jornada, mas a igualdade sem golos com os 'arsenalistas', que já tinham assegurado anteriormente o quarto lugar final na prova, sossegou os adeptos do clube de Portimão.

Com este empate, o Portimonense ocupa de momento, pois ainda decorre o último jogo da prova, o 14.º lugar, com 35 pontos, enquanto o Sporting de Braga concluiu no quarto posto, com 64 pontos.

Quem também manteve a permanência foi o Boavista, que venceu hoje por 2-1 na visita ao ‘tranquilo’ Gil Vicente.

Em Barcelos, a equipa da casa adiantou-se no marcador aos 36 minutos, com Samuel Lino a aproveitar uma grande penalidade, mas o Boavista conseguiu chegar ao empate aos 56, através do avançado Yusupha.

Na segunda parte, Samuel Lino desperdiçou um novo castigo máximo a favor da equipa gilista, os 72 minutos, com Yusupha, avançado da Gâmbia, a dar a vantagem à equipa ‘axadrezada’ aos 88, também de grande penalidade, e a garantir a manutenção.

Com esta vitória, o Boavista fica no 13.º lugar, com 36 pontos, e garante a permanência, enquanto o Gil Vicente é 11.º, com 39.

Quem vai ainda lutar pela sua sobrevivência é o Rio Ave, apesar de ter vencido ao já "condenado" Nacional da Madeira por 2-1.

No Funchal, o Nacional, já despromovido ao segundo escalão, adiantou-se no marcador aos 11 minutos, com um golo do brasileiro Dudu, mas a equipa de Vila do Conde chegou ao empate aos 51, através do ‘canarinho’ Aderllan Santos. Carlos Mané, aos 90+4, deu a volta ao marcador e garantiu os três pontos para o Rio Ave.

Apesar da vitória, o Rio Ave, que pôs fim a uma série de 11 jogos sem vencer no campeonato, termina a I Liga no 16.º lugar, com 34 pontos, e vai ter de disputar o ‘play-off’ para tentar evitar a descida de divisão. Já o Nacional, último classificado com 25, já tinha a despromoção garantida e somou a terceira derrota seguida.

Por fim, o Moreirense concluiu hoje a edição 2020/21 da I Liga portuguesa de futebol no oitavo lugar, ao vencer em casa o Famalicão, que fechou em nono, por 3-0.

Um ‘bis’ de Felipe Pires, que marcou aos 23 e 44 minutos, e um tento de Walterson, aos 84, selaram o triunfo do ‘onze’ de Moreira de Cónegos.

Na classificação, o Moreirense totalizou 43 pontos, ficando a três do último apurado para as taças europeias, enquanto o Famalicão manteve-se com 40.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.