No primeiro período Jordan Santos adiantou a equipa portuguesa, com Rafael Padilha e Bruno Xavier a aumentarem a vantagem, enquanto no segundo período Bê Martins fez o quarto golo, antes de Ahmadzadeh reduzir.

No terceiro e último período, André Lourenço marcou o quinto do Sporting de Braga, que pouco depois perdeu Bruno Xavier, expulso por acumulação de amarelos.

A equipa russa aproveitou a vantagem numérica e reduziu a para 5-2, por intermédio de Zemskov.

O Sporting de Braga, que na sexta-feira perdeu com a equipa russa por 6-4, na fase de acesso às meias-finais, conseguiu repor a diferença em quatro golos, com um tento de Léo Martins, mas pouco depois, Pavlenko voltou a marcar para os russos.

Filipe Silva e Jordan marcaram os dois golos que fecharam a contagem da final, na qual os tricampeões portugueses revalidaram o título mundial, conquistado na época passada, então frente aos italianos do Catania.

O brasileiro Padilha foi eleito o melhor guarda-redes da competição, enquanto o seu compatriota Filipe foi considerado o melhor jogador da prova, na qual o Sporting de Braga perdeu apenas um dos quatro jogos disputados.

No grupo B de acesso às meias-finais, a equipa orientada por Bruno Torres entrou a vencer os brasileiros do Flamengo, por 6-4, bateu o Grasshopper, por 8-3, e perdeu com os adversários de hoje por 6-4.

Nas meias-finais, os bracarenses impuseram-se aos japoneses Tokyo Verdi por 4-2.

[Notícia atualizada às 15h47]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.