Segundo o TAS, a atleta, de 31 anos, e a federação internacional da modalidade chegaram a um acordo que encerrou o caso com uma suspensão de oito meses, que terminará dentro de 10 dias, em 22 de outubro.

A decisão foi tomada depois de ter sido concluído que o controlo positivo por trimetazidina resultou de uma contaminação involuntária, o que já tinha levado o TAS a anunciar o levantamento da suspensão provisória, na segunda-feira.

Sergeeva foi um dos dois casos de controlos positivos a atletas russos – anteriormente suspensos na sequência descoberta de um esquema generalizado de doping com conhecimento e apoio estatal - ocorridos durante os Jogos que se realizaram na Coreia do Sul.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.