"Não sinto nenhuma pressão para voltar. Se [a lesão] me deixar voltar a jogar, isso é brilhante", realçou Murray em declarações à BBC, acrescentando que os médicos que o operaram não lhe deram qualquer garantia sobre a possibilidade de regressar aos 'courts' ao mais alto nível.

O vencedor de três torneios de Grand Slam anunciou a sua despedida do circuito mundial de ténis em janeiro, depois de ser obrigado a desistir do Open da Austrália devido à lesão na anca, mas a ótima recuperação da operação que lhe reparou o quadril direito através da instalação de um implante metálico dá-lhe a expectativa de poder regressar à competição.

"A cirurgia foi feita para melhorar todas as coisas do meu dia a dia e a minha qualidade de vida", assinalou o britânico, sublinhando que pela primeira vez em 18 meses não sente qualquer dor, ainda que não possa fazer nenhum movimento de alto impacto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.