O tenista português Nuno Borges, 80.º do ranking mundial, venceu a final do 'Challenger' de Phoenix, nos Estados Unidos da América, frente o russo Alexander Shevchenko, 132.º do ranking mundial.

Ao fim de uma hora e 34 minutos, o número um nacional venceu em três ‘sets’, pelos parciais de 4-6, 6-2 e 6-1. O jogador português entrou pior no encontro, perdendo o ‘set’ inaugural para o russo por 6-4.

A reviravolta fez notar o superior nível do tenista português, que se impôs por 6-2 e 6-1, conseguindo o segundo título do ano e o mais relevante da carreira.

Foi a sétima final de um ‘challenger’ em singulares para Nuno Borges, de 26 anos, que tinha vencido em Antália, em 2021, em Barletta, em 2022, e em Monterrey, já este ano, somando novo título, e o maior da carreira – excluindo resultados em pares -, uma vez que este é um torneio de categoria 175.

Além dos triunfos durante a semana nos Estados Unidos, Borges leva da competição também uma vitória importante, tendo batido o argentino Diego Schwartzmann, antigo número oito do mundo e aqui segundo cabeça de série, por 2-0.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.