O piloto português tinha sido 15.º na primeira corrida da prova japonesa, no sábado. Hoje voltou a repetir o mesmo resultado na segunda, ganha pelo britânico Rob Huff (VW).

Na derradeira corrida do fim de semana, Monteiro mostrou-se mais à vontade aos comandos do Honda Civic e subiu de 15.º ao 11.º lugar final neste regresso após 415 dias de ausência da competição devido a um acidente sofrido em setembro do ano passado, numa sessão de testes em Barcelona.

O italiano Gabriele Tarquini (Hyundai) aproveitou uma penalização de cinco segundos atribuída ao compatriota Kevin Ceccon (Alfa Romeo) para vencer e assumir a liderança isolada do campeonato, com 291, mais 40 do que Yvan Muller (Hyundai), quando falta disputar apenas a décima e última prova, em Macau.

A conselho médico, Tiago Monteiro, que terminou a 23,259 segundos do italiano, não deverá marcar presença na prova de encerramento da temporada, para evitar qualquer embate que possa provocar um retrocesso na recuperação das lesões sofridas no acidente do ano passado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.