De acordo com a assessoria de imprensa da casa imperial nipónica, o imperador manifestou, no seu círculo mais próximo, “grande preocupação pela atual situação de contágios”.

“Creio que está preocupado com as vozes de protesto da população japonesa, e com o facto de a realização dos Jogos poder aumentar os contágios”, afirmou o assessor de imprensa Yasuhiko Nishimura.

O imperador, que só se dirige de forma direta aos japoneses em ocasiões especiais, como o dia do seu aniversário, expressou, de acordo com a mesma fonte, confiança nos organizadores, desejando que este “façam todo o possível” para evitar um aumento do número de casos.

Na segunda-feira, foi levantado o estado de emergência sanitária imposto devido à pandemia de covid-19 que vigorava em Tóquio e noutras regiões do país, depois de o número de contágios ter vindo a baixar desde meados de maio.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 vão decorrer entre 23 de julho e 08 de agosto, e serão disputados num sistema de “bolha”, com fortes restrições de circulação para todos os participantes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.