“Exigir a vacinação seria ir longe demais”, disse Thomas Bach, durante uma visita a Tóquio, onde reiterou o compromisso do COI de garantir as melhores condições para os atletas.

Apesar de afirmar que a vacina não será obrigatória, por se tratar de “uma questão de saúde individual”, Thomas Bach afirmou que o COI vai incentivar os atletas a vacinarem-se.

Bach termina hoje uma visita de dois dias à capital japonesa, que tem como principal objetivo reforçar a confiança dos atletas, dos japoneses e dos patrocinadores quanto à realização dos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

O aumento das infeções em grande parte do mundo e a renovação das medidas de confinamento voltaram a levantar questões sobre a realização dos Jogos no próximo ano, caso a pandemia não esteja controlada.

Mais de 60% dos patrocinadores japoneses ainda não se comprometeram a prolongar os contratos por mais um ano, noticiaram no fim de semana os meios de comunicação locais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.