Em comunicado, a UEFA explicou que o caso contra o ‘veterano’ guarda-redes assenta nas regras de “princípios gerais de conduta” e no cartão vermelho que viu nos descontos do jogo, após o árbitro inglês Michael Oliver ter assinalado grande penalidade, que Cristiano Ronaldo converteu para apurar os espanhóis por um agregado de 4-3.

Benatia fez falta sobre Lucas Vázquez na área italiana, numa decisão muito contestada por Buffon, que se insurgiu contra o árbitro, sendo que o italiano voltou a apontar duras críticas a Oliver após o final do jogo.

O caso do guardião de 40 anos será julgado pelo Comité Disciplinar da UEFA em 31 de maio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.