A iniciativa foi comemorada em 46 países e estiveram inscritas quase 30 mil mulheres neste evento que envolve cerca de 700 academias e campos de golfe espalhados por todo o mundo.

O objetivo foi incentivar mulheres de todas as idades para a prática do golfe, num ambiente divertido, tendo por perto profissionais da área, ao longo de quatro horas.

Miguel Franco de Sousa, presidente da Federação Portuguesa de Golfe, destacou a importância das mulheres no desporto. "Têm um papel muitíssimo importante, não só como mulheres dos jogadores de golfe, mas também como jogadoras, como mães, como filhas".

Além disso, é importante que a modalidade no feminino se afirme. "Queremos trazer mais senhoras para a modalidade. É uma área do golfe que tem de crescer claramente. Cerca de 20% dos nossos federados são senhoras. Esse valor, para estar em média com o resto da Europa, tinha de estar na ordem dos 30%", explica.

"Queremos também mostrar que o golfe não é só jogar golfe. É também um momento agradável, bem passado num espaço verde e bonito, com boa animação, onde se pode beber um copo ao fim da tarde, com música divertida".

O evento permitiu a muitas curiosas experimentarem o desporto e foi também mote para quem já joga aperfeiçoar a sua técnica.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.