Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Corticeira Amorim deu conta de ter concluído “hoje um acordo com o Banco Comercial Português para a aquisição de 50% da sociedade Cold River´s Homestead, SA,” com sede em Lisboa, “a qual tem um conjunto de ativos (bens móveis e imóveis) afetos à exploração agroflorestal, que constitui uma parte (3.300 hectares) da chamada Herdade do Rio Frio, situada no distrito de Setúbal, pelo valor total de 14.525.000 de euros”.

A empresa de Mozelos, Santa Maria da Feira, anunciou também um acordo com a Parvalorem para a compra dos restantes 50%, condicionado à verificação de determinados requisitos, que espera concretizar “no curto prazo”.

“No âmbito desta aquisição, a Corticeira Amorim pretende melhorar a produtividade da atividade agroflorestal da Herdade do Rio Frio, designadamente através de adensamentos a implementar neste montado único, com processos já experimentados em outras localizações”, lê-se no comunicado enviado ao mercado.

No âmbito da implementação do Projeto de Intervenção Florestal que tem em curso, a corticeira disse ainda estar “recetiva a analisar oportunidades de parceria com produtores florestais, instituições de investigação e entidades públicas locais, bem como aquisições de ativos agroflorestais com potencial de desenvolvimento e valorização do montado de sobro”.

O jornal Eco avançou, na terça-feira, que o Governo vai extinguir os veículos que gerem ativos tóxicos do Banco Português de Negócios (BPN), através da fusão da Parups e da Participadas na Parvalorem, que também será liquidada mais tarde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.