De acordo com o gabinete estatístico europeu, na zona euro, a taxa de desemprego de 8,3% compara-se com a de 7,4% homóloga e a de 8,4% de outubro, mantendo há três meses uma tendência em baixa na variação mensal.

No conjunto dos 27 Estados-membros, o desemprego (7,5%) recuou face aos 7,6% de outubro, mas subiu na comparação com os 6,6% de novembro de 2019.

O Eurostat estima que em novembro de 2020, 15,933 milhões de pessoas estavam desempregadas na UE, dos quais 13,609 milhões estavam na zona euro.

Já o desemprego entre os jovens com menos de 25 anos aumentou em novembro em ambas as zonas e variações.

Na zona euro, fixou-se nos 17,7%, acima dos 15,5% homólogos e dos 17,5% de outubro.

Na UE atingiu os 18,4%, face aos 14,9% homólogos e aos 18,0% do mês anterior.

Um total de 3,171 milhões de pessoas com menos de 25 anos estavam desempregadas na UE, das quais 2,629 milhões na zona euro.

O Eurostat não faz as habituais comparações entre Estados-membros devido às medidas — como o ‘lay-off’ e o desemprego técnico — adotadas no âmbito das consequências económicas da pandemia de covid-19.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.