O Banco de Portugal refere que esta variação "reflete uma diminuição nos empréstimos (1,9 mil milhões de euros), essencialmente por via do reembolso antecipado de empréstimos do Fundo Monetário Internacional (2,1 mil milhões de euros), e emissões líquidas positivas de títulos (0,5 mil milhões de euros), com destaque para a terceira emissão de obrigações do Tesouro de rendimento variável (1,5 mil milhões de euros)".

De acordo com a instituição, a diminuição da dívida pública foi acompanhada por uma redução menos acentuada dos ativos em depósitos (0,6 mil milhões de euros).

A dívida pública líquida de depósitos da administração central, por sua vez, registou uma redução de 0,7 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 223,7 mil milhões de euros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.