Segundo a bolsa de Atenas, a procura foi de 11.300 milhões de euros frente a uma oferta inicial de 2.000 milhões de euros.

Fontes bancárias atribuíram a procura ao alto rendimento das obrigações soberanas da Grécia.

Para esta emissão de dívida, que tem vencimento em 12 de março de 2029, e se rege pelo direito inglês, o Governo grego mandatou um sindicato bancário.

A última vez que a Grécia esteve no mercado a emitir dívida (a cinco anos) foi no final de janeiro, quando realizou a primeira emissão desde a saída da ‘troika’ do país, tendo emitido 2.500 milhões de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.