A informação foi avançada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e do Comércio da Hungria, Péter Szijárto, no final de uma audiência concedida pelo vice-Presidente angolano, Bornito de Sousa, em Luanda.

“O Exim bank [banco de apoio às importações e exportações] da Hungria criou uma linha de crédito de 172 milhões de dólares para as empresas húngaras que pretendem investir em Angola”, disse o governante, sublinhando o aumento significativo, 16 vezes mais, das trocas comerciais entre os dois países com o reforço da cooperação económica.

Péter Szijárto referiu ainda que a cooperação económica entre os dois países é baseada nos setores da agricultura e energia, no entanto, Angola considera o setor da segurança muito importante e a Hungria decidiu também cooperar nessa área.

A nível da educação, a Hungria pretende atribuir anualmente 50 bolsas de estudo para a formação de quadros angolanos, contra as 20 que vinha concedendo.

Antes do encontro com o vice-Presidente angolano, o chefe da diplomacia da Hungria assinou dois acordos nos domínios da agricultura e formação superior, após conversações entre as delegações dos dois países.

Na sua intervenção, o secretário de Estado das Relações Exteriores, Domingos Vieira Lopes, disse que Angola conta com a colaboração do Governo da Hungria para transformar o crescimento de Angola em desenvolvimento a curto, médio e longo prazo.

“A rubrica de um acordo de isenção de vistos em passaportes diplomáticos e de serviço entre os dois Governos vai garantir maior acesso dos cidadãos de Angola e da Hungria vai garantir maior acesso dos cidadãos dos dois países às oportunidades que ambos os mercados oferecem e intensificar de igual modo as trocas comerciais e de intercâmbio de experiência entre os mesmos”, disse Domingos Vieira Lopes.

Durante a sua estada de 24 horas, o chefe da diplomacia húngara vai encontrar-se com os ministros da Energia e Águas, do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia e Inovação, e com o presidente da Assembleia Nacional, além de inaugurar a embaixada da Hungria em Angola.

Angola e a Hungria estabeleceram relações bilaterais em 1977, com a assinatura do Acordo de Cooperação económico, Técnico-Científico, que proporcionou vários protocolos e memorandos de entendimento, nos domínios do comércio, saúde, agricultura e cultura, em 1981.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.