De acordo com o gabinete estatístico europeu, a subida de preços anual foi de 2,0% na zona euro, face aos 1,6% de abril e aos 0,1% de maio de 2020.

Na UE, a taxa de inflação acelerou para os 2,3% em maio, que se compara com a de 2,0% de abril e a de 0,6% homóloga.

Em ambas as zonas, a taxa de inflação ultrapassa a recomendação do Banco Central Europeu, de que este indicador se mantenha abaixo, mas perto, de 2%.

As taxas de inflação mais baixas foram registadas na Grécia (-1,2%), em Malta (0,2%) e em Portugal (0,5%) e as mais altas na Hungria (5,3%), na Polónia (4,6%) e no Luxemburgo (4,0%).

Face a abril, a taxa de inflação anual recuou em quatro Estados-membros, manteve-se estável num e aumentou nos outros 22.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.