Do total das declarações já entregues, cerca de 376 mil correspondem a declarações submetidas através do IRS automático, refere em comunicado.

“Um aumento que pode ser justificado pela facilidade de entrega do IRS automático e, também, pela aplicação de um prazo único de entrega, entre 1 de abril e 31 de maio, independentemente das categorias dos rendimentos dos contribuintes”, esclarece o Ministério das Finanças.

Este ano, as Finanças estimam que o prazo médio de reembolso seja inferior ao do ano passado, quer para os contribuintes ao abrigo do IRS automático, quer para os contribuintes que ainda entregam a declaração nos termos habituais.

O ministério adianta que os primeiros três mil reembolsos relativos ao IRS automático foram processados no dia 11, tendo chegado à conta bancária dos contribuintes a partir da última quarta-feira. Treze dias depois do início da campanha, já 130 mil reembolsos haviam sido processados.

“Tal como antecipado pelo Governo, verifica-se uma redução do prazo médio de reembolso face às campanhas de anos anteriores, que foi de 36 dias, em 2016, e de 30 dias, em 2015″, acrescenta.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.