Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o copresidente executivo do grupo, Ângelo Paupério, refere que o resultado líquido foi “impulsionado por um forte aumento dos resultados indiretos”.

O gestor adianta que “a Sonae continuou a acrescentar resultados sólidos em todo o seu portfólio de negócios”, sendo que o volume de negócios subiu 7% para 4.236 milhões de euros, “com contribuições positivas de todas as unidades de negócio”.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) subjacente cresceu 3,5% para 233 milhões de euros e o EBITDA subiu 1,7% para 270 milhões de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.