Nos primeiros oito meses deste ano foram "comercializadas na primeira venda 13.295,2 toneladas de banana, mais 1.830,4 toneladas do que em igual período de 2018", diz a informação disponibilizada pela DRE.

Deste total produzido, "82,9% foi expedida, tendo como destino principal o continente", contra os 81,3% no mesmo período do ano passado.

Segundo a DRE, "a evolução muito positiva registada no segundo quadrimestre (+43,5% em termos homólogos) permitiu mais do que compensar a quebra pronunciada observada nos primeiros quatro meses do ano (-18,3%)".

A estatística regional ressalva, contudo, ser importante "notar que 2018 foi um ano de quebra da comercialização de banana (pior registo dos últimos cinco anos), devido sobretudo a condições climatéricas adversas".

"Para o referido incremento foi determinante o aumento verificado na comercialização de banana de categoria extra (+41,5%), já que na de 1.ª categoria e na de 2.ª categoria se registaram decréscimos de 13,3% e de 35,4% respetivamente", diz ainda a DRE.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.