"Estamos ainda disponíveis e empenhados em contribuir para a discussão sobre o modelo de supervisão em Portugal, sem ideias pré-concebidas", disse Gabriela Dias na sua tomada de posse no Ministério das Finanças em Lisboa como presidente do regulador dos mercados financeiros, acrescentando que o importante é que se chegue ao "modelo que melhor se ajusta" à supervisão financeira em Portugal.

Gabriela Dias substituiu hoje Carlos Tavares na presidência da CMVM, cujo mandato terminou já em setembro de 2015, há mais de um ano, mas que se vinha prolongando desde então.

Além de Gabriela Dias, tomaram ainda hoje posse Filomena Oliveira, como vice-presidente, e Rui Correia Pinto, como vogal. Falta ainda tomar posse João Gião, que já foi ouvido no Parlamento, e que está atualmente no Mecanismo Europeu de Estabilidade.

O Jornal de Negócios escreve hoje que a equipa da CMVM ainda não está completa e que "só em Janeiro, na melhor das hipóteses, é que o órgão máximo volta a contar com cinco elementos".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.