O Executivo de Londres vendeu a participação que ainda restava (0,25 por cento) recuperando o montante despendido na altura do resgate financeiro que correspondia a 24 milhões de libras (23.868 milhões de euros).

O presidente da instituição, Norman Blackwell, referiu que a venda da participação “assinala a última etapa do resgate e do rejuvenescimento do Lloyds Banking Group”.

Há nove anos, o governo passou a deter 43 por cento da participação mas nos últimos anos desenvolveu um programa de venda das ações que agora fica concluído.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.