Este compromisso foi revelado por João Oliveira na conferência de imprensa, na Assembleia da República, em Lisboa, em que a bancada comunista anunciou que vai abster-se na votação na generalidade do OE2021, na quarta-feira.

"Um dos compromissos que o Governo admitiu foi a possibilidade de se introduzir essa alteração na proposta [de Orçamento] e de o aumento das pensões ter efeitos em janeiro e não em agosto", afirmou o deputado os jornalistas.

E passaria a ser "um valor único [de aumento] de 10 euros e não com a diferença entre os seis e os 10 euros", acrescentou.

João Oliveira revelou ainda que o Governo admitiu, nas conversas com o PCP, além do aumento de 10 euros para "todas as pensões até 685 euros a partir de janeiro", a "atribuição do suplemento de insalubridade, penosidade e risco para os trabalhadores das autarquias" e ainda o "alargamento da prestação social extraordinária".

Apesar destes "compromissos assumidos", admitiu, o OE2021 está ainda longe de ser "a resposta que o país precisa" e enumerou uma lista de medidas para "ir mais longe", entre elas o "reforço do investimento público com garantias de execução", a contratação de "milhares de trabalhadores" para os serviços públicos de saúde ou escolas, o "combate à precariedade" ou aliviar "a tributação dos rendimentos mais baixos e intermédios" no IRS.

A par, ainda, de um "inadiável" aumento "geral dos salários para todos os trabalhadores" face à "emergência nacional" que se vive em Portugal, "agravada" pelos efeitos da epidemia de covid-19.

O debate e votação na generalidade do Orçamento do Estado de 2021 estão agendados para terça e quarta-feira no parlamento e a votação final global acontece um mês depois, em 26 de novembro.

O Governo do PS está a negociar com os partidos de esquerda (BE, PCP, PEV) e o partido Pessoas-Animais Natureza (PAN), mas não há ainda garantias públicas de que venha a ser aprovado.

O PCP é o primeiro partido de esquerda a anunciar a sua posição sobre o Orçamento do Estado do próximo ano. O Bloco de Esquerda vai fazê-lo no domingo. O Partido Ecologista "Os Verdes" anuncia a sua posição na segunda-feira e o PAN também o deverá fazer no início da semana.

(Notícia atualizada às 16h16)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.