A Rolls-Royce anunciou hoje perdas líquidas de 4,6 mil milhões de libras (cerca de 5,4 mil milhões de euros) em 2016, em consequência do câmbio desfavorável da libra devido ao Brexit e de uma multa por um caso de corrupção.

O impacto nas contas da empresa da desvalorização da libra após o Brexit foi avaliado em 4,4 mil milhões de libras - e o grupo pagou uma multa de 671 milhões de libras por um caso de corrupção que envolve o alegado pagamento de subornos para garantir contratos em condições favoráveis em alguns países.

Em 2016, uma investigação jornalística do "The Guardian" e da BBC identificou 12 países (Angola, Azerbeijão, Brasl, India, China, Indonésia, Irão, Iraque, Casaquistão, Nigéria, Arábia Saudita e África do Sul) onde a multinacional tinha acordos com agentes comerciais ou consultores externos cujo papel seria, alegadamente, para, ajudar a conquistar contratos.

Apesar de ser conhecida pelos míticos carros de luxo, o negócio da Rolls Royce vai além da construção automóvel, produzindo turbinas e motores para aviões.

Texto atualizado às 9h33m 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.