De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), o Produto Interno Bruto (PIB) ‘per capita’ expresso em Paridades de Poder de Compra (PIBpc) no ano passado foi “ligeiramente superior ao verificado em 2015” no país.

“Entre os 19 Estados-membros que integram a zona euro, Portugal ocupava em 2016 a 14ª posição, abaixo do Chipre (82,6%) e à frente da Eslováquia, Lituânia, Estónia, Grécia e Letónia”, acrescenta aquela entidade.

A lista é liderada pelo Luxemburgo, que apresentou o “maior índice de volume entre todos os 37 países incluídos nesta análise” (257,6%), mais do dobro acima da média da UE28 e cerca de cinco vezes mais do que o da Bulgária (48,6%), o país da União Europeia com o valor mais baixo.

Em termos nominais, o PIBpc de Portugal em 2016 teve um crescimento positivo de 3,3%, que se deveu ao aumento nominal do PIB (3,0%) e pela diminuição da população (-0,3%), justifica o INE.

Aludindo à Despesa de Consumo Individual ‘per capita’ (DCIpc), este instituto assinala que, neste indicador, “o posicionamento relativo de Portugal é idêntico à indicada pelo PIBpc no conjunto dos países considerados”, uma vez que também ocupa a 14ª posição entre os países da zona euro.

Em relação a valores, a DCIpc diminuiu ligeiramente de 2015 para 2016, passando de 81,8% face à média europeia para 81,7%, adianta o INE.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.