No acumulado do primeiro semestre, a produção automóvel recuou 36,2% para 117.350 em relação ao período homólogo, refletindo o impacto da pandemia de covid-19, cujas medidas de contenção paralisaram praticamente o setor nos meses de março e abril.

De acordo com a ACAP, os dados do primeiro semestre de 2020 confirmam a importância que as exportações representam para o setor automóvel, já que 98% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo.

A Europa continuou a ser, no primeiro semestre deste ano, o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em território nacional – com 96,7% –, com a Alemanha (22,7%), França (16,2%), Itália (12,6%), Espanha (11,7%) e Reino Unido (8,7%) no topo do 'ranking'.

Relativamente à montagem de veículos automóveis em Portugal, em junho foram montados 110 veículos pesados, tendo representado um decréscimo de 28,6% face a igual mês do ano de 2019.

Já nos primeiros seis meses de 2020, a montagem de veículos pesados apresentou uma queda de 77,6% face a igual período do ano anterior, representando 425 veículos montados em 2020.

Em junho voltaram a ser exportados veículos pesados montados em Portugal, mais especificamente 91,8% dos veículos montados, num total de 101 unidades, segundo os dados divulgados hoje pela ACAP.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.