Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa liderada por Rodrigo Costa adianta que "o contrato prevê que a conclusão da transação e a efetiva aquisição da Transemel pelo grupo REN se realize no início de outubro de 2019".

A Transemel possui e opera 92 quilómetros de linhas de transmissão elétrica e cinco subestações, localizadas maioritariamente no norte do Chile, região que é marcada pela forte influência da indústria mineira, estando uma das subestações localizada perto da maior mina de cobre do mundo, em Calama, e pela crescente predominância de projetos de produção de energia renovável, fruto do grande potencial solar nessa zona do país, refere.

Em 7 de fevereiro de 2018, a REN concluiu a compra de 42,5% da participação no capital social da empresa chilena Electrogas, por cerca de 167 milhões de euros (180 milhões de dólares).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.