Em comunicado, o município acrescenta que o novo call center resultou da recuperação e ampliação da antiga escola primária de Vieira do Minho, um projeto que inclui ainda uma incubadora de empresas.

A empreitada significou um investimento global de 1,1 milhões de euros, financiado em 539 mil euros pela EDP-Gestão da Produção de Energia.

À Lusa, o presidente da Câmara de Vieira do Minho, António Cardoso, adiantou que, na fase inicial, este segundo “call center” empregará entre 60 a 100 trabalhadores.

Um número que, acrescentou, ascenderá a mais de 300 quando o “call center” estiver em pleno funcionamento.

“Com os dois ‘call centers”, poderão ser criados mais de 500 postos de trabalho”, sublinhou.

O primeiro "call center" da Altice em Vieira do Minho abriu em maio de 2015 e emprega atualmente 110 trabalhadores.

Armando Pereira, um dos quatro sócios fundadores da Altice, detendo 30% da empresa, é natural de Guilhofrei, Vieira do Minho.

[Nota: o SAPO24 é a marca de informação do Portal SAPO, propriedade da MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, detida pela Altice]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.