Mas sem dúvida que é uma excelente medida, tendo em conta que 99% dos homens que vêem futebol são neandertais rebarbados que só vêem os jogos por causa daqueles 4 segundos em que aparece na bancada uma semi-divindade com vagina e uma bandeira pintada na cara. Portanto, tenta-se resolver o sexismo tratando os homens como pilas acéfalas ambulantes e culpabilizando as mulheres bonitas. Bom, mas ainda assim não é perfeito. Há que ir mais longe.

Para começar, as mulheres bonitas têm de ser proibidas de entrar nos estádios. Mesmo que os tarados não as vejam na tv, os que estão no estádio podem olhar para elas e é incrivelmente sexista olhar para uma mulher cuja sociedade diz maioritariamente ser bonita. Mais tarde, deviam até ser proibidas de sair de casa. Mulher bonita é mulher que se põe a jeito, está mesmo a pedi-las, não é?

Relativamente à realização dos jogos de futebol, e apoiando sempre a igualdade de género, acho que os homens também devem ser protegidos do sexismo. Quase nunca vi mulheres a comentarem o André Silva, o Adrien, o Beckham, o Ronaldo e até o Quaresma, o rebelde que lhes cheira a pecado, sem ser pelas suas qualidades futebolísticas, como é óbvio.

Mesmo que sejam incomparavelmente menos incomodados do que as mulheres, o melhor era que os operadores de câmara passassem a filmar os jogadores só do tornozelo para baixo. Não só é excelente para os tarados e taradas não estarem a dizer coisas como “Ai, este Diogo Faro (gosto de imaginar que ainda vou ser jogador da bola) é cá um pedacinho de céu, era lavar aquele corpinho todo à base de língua e cuspo!”, como também é bastante económico. É só deixar meia dúzia de câmaras mesmo na relva à volta do campo e já está, não é preciso ninguém para as segurar. Ou então filmar só os jogadores feios. Era ter uma câmara só para o Herrera, por exemplo. Tudo isto me parece realmente adequado e nada uma forma primitiva e altamente redutora da sexualidade e da educação social. Nada como reduzir o ser humano a um amontoado de hormonas sexuais e descontroladas para se começar a resolver o problema do sexismo.

Bem, agora vou para o Alive. Mas estejam descansados que vou estar sempre a olhar para o chão porque aquilo está cheio de pessoas bonitas e não quero olhar para nenhuma para não ofender.

Sugestões mais ou menos culturais que, no caso de não valerem a pena, vos permitem vir insultar-me e cobrar-me uma jola:

- Leite Derramado: O primeiro livro do Chico Buarque que leio. Que bonito é.

- NOS Alive: É estúpido estar aqui a fazer uma sugestão para uma coisa que está esgotada. Mas aproveito para dizer que gostei muito de Jain, Khalid, Two Door Cinema Club, Arctic Monkeys, Rag ‘N Bone Man e mais umas quantas coisas. Hoje há Pearl Jam. E passem no Palco Comédia para verem pelo menos o Diogo Batáguas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.