A direita anda tão sedenta de deitar abaixo o governo por causa de Pedrogão que começo a pensar que foi fogo posto. Esta ânsia de demitir a Ministra da Administração Interna é contraproducente: se eu fosse a MAI, depois de ter visto pessoas em carvão nem era capaz de acender uma chaleira, metia baixa para sempre. Deitar abaixo a MAI é o culpar o contabilista do BES. Por isso é que eu não visto aqueles coletes amarelos mesmo em caso de acidente rodoviário. Um tipo veste aquilo e fica logo responsável por alguma coisa.

Até admito que a Ministra se demita, mas acho ridículo Judite de Sousa faça perguntas como: “Jorge Coelho demitiu-se, a senhora ministra pondera demitir-se? Se o número de mortos aumentar consideravelmente...a senhora irá retirar ilações políticas?" Não há ninguém que pergunte à Judite de Sousa se ela pondera demitir-se? É que já vai sendo tempo de ir para casa.

Outra coisa irritante são as ações de solidariedade, como uma que eu li que consistia em - “Gin juntou famosos no lançamento e em ação solidária para com as vítimas do incêndio de Pedrógão”. Gin e vítimas do incêndio de Pedrogão solidários, que belo. Só se estavam solidários com o tempo que estiveram à espera de uma bebida e o tempo que as vítimas esperaram pelos bombeiros.

Não me perguntem qual é a solução para a floresta portuguesa. Eu perco-me num centro comercial. Não sei distinguir um sobreiro de um talho ou um eucalipto de um coelho. Para mim as árvores, desde pequeno, tinham duas categorias: as que podia e não podia trepar. Trepar a uma árvore devia ser uma disciplina obrigatória. Aprender a trepar uma árvore pode salvar uma vida ao contrário da Moral e Religião.

Atribuir a culpa a alguém sabe bem e alivia, mas sabem o que é que acho? Eu sei que não vos interessa mas pagam-me para isso, por isso vão levar comigo.

Eu acho que clima está marado. A culpa é do aquecimento global. O nosso clima mudou. Ainda só agora entrámos no verão e já temos incêndios previstos para Agosto. Junho foi, até agora, 5,6 graus acima da média da temperatura normal para esta época . O Trump pode não acreditar mas esbardalhámos o clima todo. Há que dizê-lo frontalmente: a culpa é essencialmente das vacas com gases. As vacas emitem uma grande quantidade de metano tanto através do arroto, como através da flatulência. Poluem por dia o equivalente a um automóvel. Imaginem o que seria se as alimentassem a cacau para darem leite achocolatado. A explicação é relativamente simples. Os ruminantes têm quatro estômagos e digerem o alimento nos estômagos ao invés de nos intestinos, como fazem os humanos.

Os ruminantes comem o alimento, e depois regurgitam-no como bolo alimentar e tornam a comê-lo…Só conto isto porque mais logo vou à picanha e quero aquilo vazio. Ou seja, se vamos atribuir culpas, a culpa é do Noé que mesmo vendo o tempo todo abardinado ainda meteu casais de ruminantes na arca.

Portanto, já sabem, quando virem as vacas a pastar no campo, não sorriam, façam-lhes uma pila com os dedos. Esses baldes de leite inexpressivos estão a dar cabo do tempo. Se queremos arranjar bodes expiatórios, eu aposto nas vacas.

Sugestões do autor:

1 — Um disco. O Novo Toro y Moi, "Boo Boo," que é ditado no dia 7 de Julho Fica um cheirinho.

2 — Um concerto. Woody Allen & His New Orleans Jazz Band di 4 de Julho de 2017 – 21:30 no coliseu dos recreios – não é pelo concerto, é para ver o Woody Allen

3 — Um espetáculo a não perder. 'Portátil' que junta parte do elenco do Porta dos Fundos ao César Mourão será novamente apresentado nos dias 30 de junho, 01 e 02 de julho, no Teatro Tivoli, em Lisboa, a 03 de julho, no Teatro Viriato, em Viseu, nos dias 05 e 06 de julho, no Coliseu do Porto e, a 08 de julho, no Teatro das Figuras, em Faro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.