A epidemia do Coronavirus continua a crescer. O conjunto dos países onde já se registaram baixas por causa do Covid-19 já permite fazer dois grupos do Mundial. Grupo A: China, Irão, Coreia do Sul, Itália; Grupo B: Japão, Filipinas, França e Taiwan. Curiosamente, neste Campeonato do Mundo todos são o grupo da morte.

A Itália já é o terceiro país do Mundo com mais infectados. Em boa verdade, o facto dos italianos estarem sempre a beijar-se uns aos outros não será nada benéfico para o controlo do contágio. Com receio de um estado de sítio, os italianos têm esvaziado as prateleiras dos supermercados. Percebe-se, é um povo que cozinha muito bem e que não abdica da comida da avó. Se o surto ocorresse na Inglaterra, em princípio só as latas de baked beans entrariam em rotura de estoque.

Quanto a nós, julgo que não vale a pena ir a correr para o E-Leclerc açambarcar latas e latas de Cassoulet. Os portugueses vão arranjar forma de se alimentar, nem que seja, em última análise, de outros portugueses - respeitando então a nossa tendência autofágica. Assim como assim, as pessoas ainda devem ter despensa cheia desde aquele fatídico 1º de maio de 2012 em que o Pingo Doce fez uma promoção de 50%. Tenho a certeza que muitos de vós ainda não deram vazão a uma série de pêssegos em calda e mexilhões em escabeche.

A OMS diz que o mundo se tem de preparar para uma eventual pandemia. Ai é? Obrigadinho, OMS. Pensava que eram a Organização Mundial de Saúde, afinal Organização Mundial do Sabem Que Mais? Estamos Na Merda. Preparar? Já me estou aqui preparadíssimo, munido da experiência que adquiri nas diversas pandemias que já vivi durante a minha vida. Ainda me lembro vagamente da Gripe Espanhola de 1918, era ainda um bocado puto. Quanto à Peste Negra, acho que tive um tio que apanhou. Isso ou chatos. Não me lembro bem.

A verdade é que há um português infectado com o Covid-19. De momento trabalhava num cruzeiro, por isso é óbvio que está a passar por uma maré de azar. Como se já não bastasse ver o mesmíssimo espectáculo de ilusionismo durante oito meses, agora apanha Coronavírus. Está a ser transferido para um hospital no Japão e, tem em Portugal, uma mulher extremamente preocupada com ele. Para mim, é o que basta para ter a certeza de que esta epidemia é bastante grave. Toda a gente sabe que as esposas estão-se a borrifar para as gripes normais dos seus maridos e que, habitualmente, julgam-nos uns medricas. Se a mulher de Adriano Maranhão está apreensiva, todos devemos estar.

Recomendações

Este filme que só agora visionei.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.