Ando a juntar materiais para um trabalho sobre a nossa estimada língua. Ora, lembrei-me de andar a perguntar por aí quais são as palavras mais bonitas, os erros mais irritantes e as palavras mais feias do português. As respostas foram muitas e muito interessantes. Pois, hoje, revelo aqui as doze palavras mais feias da língua (segundo as 150 pessoas a quem perguntei). Começo pelo 12.º lugar e termino na palavra mais feia...

12. Picheleiro. Desconfio que o problema, neste caso, é a palavra que está ali por trás, a bater à porta. Porque a actividade dum picheleiro é inocente...

11. Furúnculo. Uma palavra com muito «u», mais ou menos nasal. Como é que uma palavra com vogais tão monótonas havia de ser bonita? Ainda por cima, o que vem à nossa cabeça quando a ouvimos não é das coisas mais agradáveis do mundo.

10. Nauseabundo. Será do som? Será da náusea? Será do bundo? Será do cheiro? Não sei, mas sei que ninguém parece gostar da palavrinha (que, aliás, tem pouco de «inha»).

9. Conspurcar. Não gostamos de palavras porcas, está visto. Queremos a língua limpa, a cheirar a rosas. Que ninguém a conspurque, se faz favor.

8. Porrada. Pode ser uma palavra feia, mas a verdade é que, quando há porrada, muita gente quer ver.

7. Corrupção. Será que o «rr» é especialmente feio? Aparece em várias destas palavras. É um som que arranha — mas é bem provável que, no caso da corrupção, o problema seja mesmo a dita cuja (e «dita cuja», não sendo uma só palavra, também merecia aparecer numa destas listas).

6. Escarro. Temos o «rr» e temos o nojo. Junta-se a fome à vontade de comer e surge uma palavra feia como poucas.

5. Sovaco. Nem muito desodorizante retira o cheiro incomodativo à palavra...

4. Ódio. Não é bonito. Nem o ódio nem, pelos vistos, a palavra que o refere.

3. Cônjuge. Como é que alguém que amamos ganhou um nome tão feio?

2. Escroque. Muito som /k/ e um significado a dar para o feio aliam-se para dar o segundo lugar ao escroque. Mas se for um escroque badalhoco, ganha o primeiro lugar...

1. Badalhoco. Não gostamos de palavras sujas, está visto. O «badalhoco» ganha o prémio de palavra mais feia da língua. O que não quer dizer que não continue, por muitos e bons anos, nos dicionários e nas bocas de todos os falantes...

Tenho de deixar aqui algumas menções desonrosas. Houve referências a palavras como: «sobrancelha», «idem», «carrasco», «cueca», «ranho», «repudiar», «chato», «coima», «concomitantemente», «sanfona», «contabilidade»... 

Há palavras que nos deixam com um mau sabor na boca. Não faz mal — as palavras bonitas também são muitas, mas ficam para outro dia...


Marco Neves | Escreve sobre línguas e outras viagens na página Certas Palavras. É autor da Gramática para Todos — O Português na Ponta da Língua.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.