É com recurso a uma carta aberta que a Apple pede desculpas aos clientes pela situação de baixo desempenho das baterias dos modelos mais antigos do iPhone. Contudo, há a justificação de que o sucedido não foi intencional para que haja um aumento das vendas do mais recente modelo, o Iphone X.

"Nunca faremos nada para encurtar intencionalmente a vida de qualquer produto da Apple ou para degradar a experiência do utilizador, para impulsionar as atualizações dos clientes [quanto aos modelos comprados]. O nosso objetivo sempre foi criar produtos que os nossos clientes adoram, bem como fazer durar os iPhones o maior tempo", lê-se.

As alterações ao sistema operativo foram realizadas para combater um outro problema: os desligamentos inesperados nos iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus e iPhone SE. Assim, no iOS 10.2.1 foi atualizado o software que regula o desempenho máximo de alguns componentes. Em alguns casos essas alterações "podem passar despercebidas, mas outros utilizadores podem aperceber-se de reduções no desempenho" da bateria.

Há ainda, por parte da Apple, a preocupação em explicar "como envelhecem as baterias", com recurso a um novo artigo de suporte intitulado "Bateria e desempenho do iPhone", publicado no site.

Considerando os comentários dos utilizadores, a Apple decidiu agir. "Sempre quisemos que os nossos clientes pudessem usar os seus iPhones durante o maior tempo possível. Estamos orgulhosos pelo facto de os produtos da Apple serem conhecidos pela sua durabilidade e por manterem o seu valor durante mais tempo do que os produtos dos nossos concorrentes". Para atender às preocupações clientes, "reconhecer a sua lealdade e recuperar a confiança de qualquer um que tenha duvidado das intenções da Apple", surgem algumas medidas. 

A empresa decidiu baixar os preços para quem quiser trocar de bateria. No geral, o preço é reduzido de 79 para 29 dólares, nos Estados Unidos. Embora ainda não haja informação quanto a outros países, a Apple avança já que a medida será aplicada a "qualquer pessoa com um iPhone 6 ou posterior, cuja bateria precisa de ser substituída, começando no final de janeiro e estando disponível em todo o mundo até dezembro de 2018".

E as novidades não ficam por aqui. "No início de 2018 vamos atualizar o software iOS com novos recursos que proporcionam aos utilizadores uma maior visibilidade sobre a integridade da bateria do iPhone, para que possam ver por si mesmos se a sua condição está a afetar o desempenho [do telemóvel], lê-se.

No início da semana, a bolsa de Nova Iorque viu-se em baixa arrastada pelo mau desempenho da Apple. Os analistas estimaram uma queda das ações em mais de 2,5% após uma previsão de menor procura pelo iPhone X.

Segundo uma publicação de Taiwan, citada pela EFE, a Apple cortou em 40% as previsões de vendas do novo Iphone X, para 30 milhões de dispositivos, desde que saiu para o mercado em novembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.