O concurso METROLAB AMP que hoje decorre no Porto visa criar condições para testar novos modelos de práticas públicas que permitam o desenvolvimento prévio de protótipos e soluções mais adaptadas às necessidades dos municípios que integram a área Metropolitana do Porto. Um processo que  contempla o envolvimento de ecossistemas de PME, novos empreendedores e outros atores do sistema científico e tecnológico.

Os temas propostos para esta ação são: qualidade de vida, mobilidade e turismo e lazer. O evento conta também com a apresentação “Dados e mobilidade inteligente” por Daniel C. Moura, Head of Data da Veniam e com o workshop “UX from scratch, usabilidade para principiantes” com Marta Fernandez, Senior UX, da Critical TechWorks/BMW. Os projetos a concurso serão apresentados ao final da tarde e a dinamização do hackaton está a cargo de Nuno Vargas.

Esta iniciativa insere-se num plano mais vasto promovido pela  Área Metropolitana do Porto  e que arrancou a 13 de abril. O projeto pretende sensibilizar a base institucional metropolitana para a inovação aberta, a economia circular e os novos paradigmas no desenvolvimento económico dos territórios, assim como para a importância da difusão de novas tecnologias da informação e da comunicação associados a movimentos societais que advogam a partilha aberta de dados produzidos com recursos públicos (open data).

Foi também neste contexto que a AMP encomendou um estudo sobre as iniciativas de dados abertos e Inovação Aberta em cidades e áreas metropolitanas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.