Com a base de Aveiro como o epicentro das celebrações dos cinco anos de Altice Labs hoje celebrados, a empresa anunciou hoje a apresentação de vários novos projetos e a assinatura de três protocolos de colaboração sob o lema da “Transição Digital”.

As entidades que assim “se juntam ao ecossistema da inovação Altice”, como refere a empresa em comunicado, são a Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), a Universidade Nova de Lisboa e o Porto de Aveiro.

No caso da Universidade de Lisboa, a assinatura traz uma novidade: o Altice International Innovation Award — “o maior prémio monetário atualmente atribuído em Portugal, na área da inovação tecnológica”, refere a Altice — passa a ser inserido no recém-criado Prémio “Investigação Nova”. Além desta alteração, será criado um prémio adicional, patrocinado pela Fundação Altice, para soluções que promovam a inserção na comunidade das pessoas com incapacidade.

Sendo o “Centro de Inovação, Investigação e Desenvolvimento do Grupo Altice” e afirmando-se enquanto “referência no mercado global com produtos e soluções utilizadas por mais de 300 milhões de pessoas em 60 países em todo o mundo”, a Altice Labs tem abordado o desafio da transição digital de frente.

A empresa tem vindo a trabalhar “em soluções que integram as tecnologias emergentes de comunicações, como o 5G, as redes de fibra ótica e de processamento de informação, entre as quais a cloud, inteligência artificial e advanced data analytics”. Estas agrupam-se em quatro grandes áreas: “conetividade avançada, digitalização da indústria, operações inteligentes e Smart Living”, refere a empresa.

5 Aniversário da Altice Labs
créditos: Altice

A Altice Labs apresentou hoje alguns dos projetos que se enquadram nestes eixos de inovação. Um deles, o projeto Live!Port, pretende ser uma ferramenta para digitalizar os portos, deixá-los conectados e inteligentes. “A solução fornece as funcionalidades necessárias para a sensorização massiva da planta e atividade portuárias, bem como a respetiva recolha, processamento, visualização e aplicação de inteligência sobre a informação recolhida”, indica a Altice.

Outro é o Smart Mesh Wi-fi, tratando-se de uma “solução Wi-Fi inteligente que garante a melhor cobertura e experiência para o cliente residencial em função da sua localização na casa a partir do router (e não do repetidor)”. Segundo a empresa, este novo serviço incluirá “uma plataforma cloud com capacidade de despiste de problemas, gestão e analítica”. 

No que toca à área da televisão, o BOTSchool foi apresentado enquanto um serviço que “simplifica a gestão de assistentes virtuais inteligentes, multicanal, capazes de interagir com humanos”, integrando os “manuais de utilizador e de instalação da set-top-box Android do MEO” para “guiar, em linguagem natural e de forma intuitiva e simples, o utilizador final”.

A aplicação Android TV da MEO Box também tem novidades, nomeadamente a pesquisa temática avançada, que pode ser acionada através de voz e espoleta “uma pesquisa que agrega os conteúdos por tema, sem publicidade, com base em metadados, permitindo a sua visualização na aplicação”.

Por fim, foi apresentado o InstaTV, uma aplicação “para partilha rápida de vídeos e fotografias na TV”, sendo um serviço de vídeo-mensagens “que permite a partilha simples de conteúdos dos telemóveis para a televisão”. “Esta aplicação tem como objetivo promover a proximidade de famílias e amigos através da dinâmica de partilha de conteúdos sem a complexidade e o ruído das redes sociais”, refere a empresa.

A empresa recorda que alguns destes projetos são do "core da rede de telecomunicações" e "não sendo tão visíveis para o utilizador comum, são fundamentais para as gerações futuras de comunicações levando inteligência a infraestruturas e serviços". Aqui incluem-se também "a evolução da tecnologia atual de fibra ótica dos atuais 2,5Gbps para 25Gbps e 50Gbps", "small cells para 5G" ou "uma solução de network edge que fomentará uma digitalização conectada e à medida de diversas verticais de negócio".

No âmbito das celebrações do quinto aniversário da Altice Labs, Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, aproveitou para assinalar “com orgulho” mais um aniversário. “São cinco anos de criação de valor por via da Inovação, com o trabalho de mais de 700 pessoas e uma rede de parceiros de referência. Agora que a Transição Digital é uma urgência do mercado, a atividade da Altice Labs em Aveiro, nos seus cinco polos nacionais e em todo o mundo é cada vez mais relevante para o futuro de uma economia e sociedade mais desenvolvidas e inclusivas. Continuamos a investir em investigação e inovação enquanto líderes, e acreditando que Portugal tem potencialidades humanas à altura para se continuar a evidenciar no Mundo da inovação”, disse.

(O SAPO24 é a marca de informação do Portal SAPO, detido pela MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, S.A., propriedade da Altice Portugal)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.