O planeta tem uma massa cerca de 3 mil vezes maior do que a da Terra e orbita em torno da sua estrela a uma distância quase três vezes superior à que separa o Sol da Terra.

A Beta Pictoris saltou para a ribalta na década de 1980 quando permitiu aos astrónomos obterem a primeira imagem de um disco de poeira e gás em torno de uma estrela.

Além disso, o sistema planetário do qual a estrela faz parte, com cerca de 20 milhões de anos (mais jovem do que o Sistema Solar, que tem 4,6 mil milhões de anos), poderá assemelhar-se ao que deveria ser a Terra e outros planetas solares após a sua formação.

A deteção do novo planeta, o Beta Pictoris C, ocorre dez anos depois da descoberta de um outro planeta gigante a orbitar a mesma estrela, o Beta Pictoris B.

Segundo os cientistas, os dois planetas estão ainda a formar-se.

O Beta Pictoris C, que foi caçado pelo espectrógrafo HARPS do Observatório Europeu do Sul, no Chile, está situado entre a sua estrela e o planeta Beta Pictoris B, que é 16 vezes maior do que a Terra e orbita a sua estrela a uma distância oito vezes superior à que separa o Sol da Terra. Em Beta Pictoris B, um dia não excede as oito horas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.