No arranque deste evento, a 11 de abril, destaque para a cimeira dos autarcas, em que se fará um balanço da iniciativa Smart Cities Tour 2018 e que conta com a presença de Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, de António Almeida Henriques, vice-presidente da associação Nacional de Municípios e presidente da Câmara Municipal de Viseu, entre outros autarcas, assim como de Jorge Rocha de Matos, presidente da Associação Industrial Portuguesa.

E porque a inovação precisa de apoio, o painel seguinte debruça-se sobre os instrumentos financeiros nacionais e internacionais, sendo de destacar a presença do Comissário Europeu para Investigação, Ciência e Inovação Carlos Moedas.

No dia 12 de abril, a cimeira arranca com painel sobre o projeto Sharing Cities que une seis cidades — Lisboa, Milão, Londres, Varsóvia, Burgas e Bordéus e apoiado pelo Programa Horizonte 2020 — e que visa a partilha de informação para a criação de cidades efetivamente inteligentes, isto é, com menos poluição, mais eficiência energética, maior produção renovável de energia, melhor mobilidade, mais emprego, mais inclusão e maior participação cívica com recurso a novas tecnologias.

Depois, as atenções viram-se para a mobilidade e a para a transformação digital na energia, em painéis que contam, a título de exemplo, com a participação de Maria Cristina Portugal de Andrade (presidente da ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos), de João Paulo Girbal (da ADENE – Agência para a Energia) e de José Carlos Mateus (membro da direção executiva do CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel).

No último dia, 13 de abril, olha-se para o essencial: a água e a gestão de recursos nas cidades estão em debate. Por fim, e porque informação é — literalmente e sobretudo nos dias que correm — poder, o último painel deixa para discussão o desafio da construção da “Data-Driven City”.

Além das conferências, marcarão presença nesta cimeira várias startups com soluções para cidades que se querem cada vez mais capazes de responder aos desafios que se lhes colocam, como a Pave Next, que transforma o pavimento das estradas numa fonte de energia, ou a Casa em Movimento, que quer colocar as casas a girar como girassóis para aproveitar a energia do sol.

Saiba mais sobre a Portugal Smart Cities no site oficial. A inscrição para participar é gratuita, mas está sujeita à capacidade dos auditórios.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.