A mudança afeta seguidores de contas administradas pelo governo, como @WhiteHouse (Casa Branca) e @POTUS (Presidente dos EUA), que serão transferidas para Biden quando este assumir o cargo em janeiro.

A decisão do Twitter não afetará a conta pessoal @realDonaldTrump, que tem sido usada consistentemente pelo presidente Trump e tem cerca de 88 milhões de seguidores.

As contas oficiais do governo "não vão reter automaticamente os seguidores atuais. Em vez disso, o Twitter notificará os seguidores destas contas para colocá-los no contexto de que o conteúdo será arquivado e permitir-lhes a opção de seguir novas contas da administração Biden", explicou em comunicado a rede social.

Biden vai assumir o comando da Casa Branca em janeiro.

"Por exemplo, as pessoas que seguem a @WhiteHouse serão notificadas de que a conta foi registada como @WhiteHouse45 e terão a opção de seguir a nova conta da @WhiteHouse", explica a rede social.

O Twitter tem trabalhado na transição para esta plataforma amplamente usada por Trump desde que os resultados das eleições foram oficializados.

Embora não seja tão seguida quanto a conta pessoal de Trump, @POTUS tem cerca de 33 milhões de seguidores, enquanto @WhiteHouse tem 26 milhões.

No mês passado, o Twitter indicou que qualquer tratamento especial que Trump tenha recebido será cessado assim que acabar o mandato.

A transferência afetará outras contas institucionais como @VP, @FLOTUS, @PressSec, @Cabinet e @LaCasaBlanca, de acordo com o Twitter.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.