Em comunicado, a companhia apelou aos seus passageiros a “não transportarem consigo nem na bagagem de mão ou de porão o referido ‘smartphone’ em todos os seus voos”.

A medida é tomada em cumprimento das recomendações de segurança operacional e na identificação de riscos associados ao transporte e uso do ‘smartphone’ Samsung Galaxy Note 7.

O fabricante sul-coreano do Galaxy Note 7 suspendeu a sua produção, dois meses depois do seu lançamento, devido a defeitos suscetíveis de provocar a explosão do mesmo, solicitando às pessoas que o adquiriram a desligarem o aparelho como medida de segurança.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.