Admitindo que é fácil perder-se num evento de tamanha dimensão, Liam Boogart contou à agência Lusa que é fundamental que as empresas que vão participar na Web Summit pela primeira vez "tenham bem presente os motivos que os levaram lá".

"Há tanta coisa para fazer na Web Summit que se podem perder com toda a excitação e depois, antes que dêem por isso, o evento termina e não cumpriram nenhuma das vossas metas. Mantenham o foco no que querem fazer para otimizar as hipóteses de sucesso", aconselhou o responsável.

Liam reconheceu que para ter sucesso na Web Summit é preciso "lutar por atenção", mas, ao mesmo tempo, os investidores estão lá à procura "da próxima grande coisa".

"Se for isso, podes ter a certeza que os investidores estão à tua procura. Só tens de chamar a atenção e defender a tua ideia", acrescentou.

Liam Boogart levou a Algolia, empresa que oferece serviços de procura instantânea para aplicações móveis e 'websites' à Web Summit pela primeira vez em 2015 e desde aí o seu crescimento tem vindo a evidenciar-se.

Atualmente a trabalhar com mais de 2000 clientes em mais de 100 países de todo o mundo, para a Algolia, segundo o seu diretor, a Web Summit é o evento mais importante na Europa, porque potencia o crescimento da empresa e reúne clientes existentes com os potenciais e dá oportunidade de conhecer utilizadores e parceiros.

A empresa conseguiu aumentar o seu capital em 21 milhões de dólares, sendo que 18 milhões foram angariados seis meses após a participação na Web Summit de 2015, financiados em grande parte pela Accel Partners, um dos maiores fundos de investimento da Europa, que também já investiu no Facebook e Dropbox, entre outras.

Com escritórios em São Francisco (EUA) e Paris (França), a Algolia é atualmente composta por 65 funcionários.

O segredo do sucesso, revelou Liam, está nas valências do próprio produto da empresa, pela facilidade de integração do serviço nas diversas plataformas, nomeadamente na pesquisa de produtos para os consumidores e no acesso a informação.

A Web Summit é uma conferência global de tecnologia, inovação e empreendedorismo que decorrerá este ano em Lisboa (e nos dois anos seguintes, com possibilidade de mais dois anos), onde são aguardados mais de 50.000 participantes, de mais de 165 países, incluindo mais de 20.000 empresas, 7.000 presidentes executivos, 700 investidores e 2.000 jornalistas internacionais.

Entre os oradores, estarão os fundadores e presidentes executivos das maiores empresas de tecnologia, bem como importantes personalidades das áreas de desporto, moda e música.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.